Copa no Brasil

Copa no Brasil – para 2014 já somos candidatos. Será que temos chances?

Mundial das cifras

Mundial das cifras: quanto valem os craques que disputam o mundial? – na lista das maiores transações do futebol atual, apenas um brasileiro aparece.

Dopping, lesões e morte súbita

Médicos esportivos de olho na saúde dos atletas – rede de cooperação entre seleções busca evitar dopping, lesões e morte súbita.

O gol imaginário de Mazzola

O Caroço encontrou na Alemanha o velho e bom Mazzola da Copa de 1958. Ele pediu um gol muito maluco, que vocês ouvem na inimitável voz de Maurício Capela.

jun2006

Mulheres de chuteira

Copa do Mundo até pouco tempo atrás era coisa para homem. A relação da mulher contemporânea com o futebol é diferente e o caderno de esporte dos jornais, agora andam mais disputados pela manhã. Hoje elas já sabem o que é impedimento e discutem a escalação da seleção brasileira com bastante intimidade. Mas uma coisa…

Veja mais

Bola chipada

Bola chipada? Tecnologia ajuda ou atrapalha o espetáculo do futebol – chip foi vetado pela Fifa para preservar “face humana” do esporte.

Adriano

Muralha de Adriano: atacante brasileiro é mais novo integrante da galeria de recordes brasileiros – o Imperador marcou o gol 200 do Brasil em Copas.

Veja mais

Penalti

Na fase do mata-mata, um pouquinho de sorte, além da competência, também ajuda – um dos maiores pegadores de pênaltis da história das copas dá dica para a hora decisiva

No tempo da delicadeza

Na série “Seres Humanos de Negócios”, José Ernesto Bologna discute a contribuição dos humanistas para a cultura corporativa. No décimo programa da série, Bologna aborda um tema de relevância em um mercado que substituiu a Economia de Produtos pela de Serviços. O psicólogo e consultor de empresas fala sobre o excesso de violência e a falta de delicadeza no mundo contemporâneo; um período marcado pelo objetivismo excessivo e em que o mau humor está associado ao empreendedorismo ou a genialidade.

Veja mais

Copa na TV

Copa naTV: tudo para assistir partidas de futebol – Em Gana, governo mandou reduzir ritmo da extração de ouro pra não faltar luz.

França

França: Jogadores da terra de Jules Rimet querem provar porque ainda são importantes no futebol mundial – franceses fizeram o primeiro jogo da história das Copas e querem encerrar 2006 fazendo o último do mundial.

Suíça

Suíça: Terra do chocolate também quer ser terra do futebol – conhecidos pela neutralidade política, suíços não querem ser neutros no esporte.