Arquivo da categoria: Café Brasil

Letras da Minha Emoção

letras.jpgO Podcast da semana é uma homenagem a uma amiga, Leide Moreira. Por um grave problema de saúde, Leide perdeu os movimentos e hoje está presa a uma cama, entubada, tetraplégica e absolutamente consciente. O único movimento que restou a Leide foi o dos globos oculares. E é através deles, utilizando uma tabela engenhosa, que Leide comunica-se com o mundo. Através de poesias. Ouça essa história e emocione-se. Na trilha sonora o trio argentino Melero, Aberastegui e Iovino. E Clara Sverner interpretando Wolfgang Amadeus Mozart. Que luxo, não? Apresentação de Luciano Pires.

O texto desse programa, com poesias e letras das músicas pode ser encontrado no DLOG CAFÉ BRASIL, publicado em www.lucianopires.com.br/dlog

Saudade Dói

saudade_recicla.jpgO podcast da semana é um Café Brasil cheio de nostalgia… Uma edição toda dedicada a essa palavra linda: Saudade! Como dizia Elpídio dos Santos, o compositor preferido de Mazzaropi, “A dor da saudade / Quem é que não tem / Olhando o passado / Quem é que não sente / Saudade de alguém” Você também tem saudades? Então ouça a história da Branca de Neve vomitando no banheiro, das saudades de Miguel Falabella, Mario Quintana e de Rubem Alves! Pra cantar toda essa saudade, Beto Caletti, Trio Melero, Míguez e Iovino, a estrela do cinema Marlene Dietrich, Crikka Amorim e Amácio Mazzaropi. Só mesmo no Café Brasil, né? Apresentação de Luciano Pires.

O texto desse programa, com poesias e letras das músicas pode ser encontrado no DLOG CAFÉ BRASIL, publicado em www.lucianopires.com.br/dlog

Asa Branca

luiz_gonzaga.jpgEste programa é dedicado ao maior nome da música nordestina de todos os tempos. A saga do pernambucano Luiz Gonzaga, o “Rei do Baião”, é relembrada desde seu nascimento (na zona rural de Exu) até a consagração na Rádio Nacional do Rio de Janeiro. Embalada por diversas versões do clássico “Asa Branca”, o Café Brasil traz detalhes menos conhecidos da biografia do “Velho Lua”, como a parceria musical com o advogado Humberto Teixeira. Na trilha, além do próprio “Gonzagão”, participam Gonzaguinha, Ney Matogrosso com Chitãozinho, Sérgio Sá, Elba Ramalho com Zé Ramalho, Paulo “Eu quero é voltar lá pra Bahia” Diniz e Quinteto Violado. Apresentação de Luciano Pires.

O texto desse programa, com poesias e letras das músicas pode ser encontrado no DLOG CAFÉ BRASIL, publicado em www.lucianopires.com.br/dlog

Don Facundo (ao Vivo)

facundo.jpgO podcast da semana reproduz o programa que foi ao ar pela rádio Mundial no dia 19 de Outubro de 2007, quando Luciano Pires tratou de um tema tenso: o assalto de que foi vítima alguns dias antes, quando um motoqueiro armado levou seu relógio, celular e lap top. Aproveitando para comentar o assalto a que o apresentador Luciano Huck foi vítima na mesma época, e toda a polêmica gerada pelo artigo que o apresentador publicou na Folha de São Paulo, queixando-se do assalto, Luciano convida os ouvintes para participar com suas opiniões. Foram tantas ligações que o programa acabou sendo reduzido a poucos textos e músicas. Mas vale a pena ao menos para provocar uma reflexão sobre o ocorrido e a atual situação da (in)segurança pública. Na trilha sonora, Chico Buarque, Eliezer Setton, Zizi Possi, Edivaldo Santana e – acredite – Dominó!

O texto desse programa, com poesias e letras das músicas pode ser encontrado no DLOG CAFÉ BRASIL, publicado em www.lucianopires.com.br/dlog

Competência Espiritual

espiritual.jpgVocê também é mais um que acha que o mundo está totalmente virado no avesso? Então essa edição do Café Brasil é pra você! Vem com muito “papo cabeça”, mas sem perder o humor e com os pés bem apoiados no chão. A conversa parte do texto “Competência Espiritual”, onde Maristela Moura nos deixa um alerta: “precisamos mudar o olhar, apurar a observação, parar de reclamar e fazer algo que altere a vida “infernal” que se leva. Atitudes que requerem algo simples: estar acordado e desperto”. E depois é Suely Pavan quem comparece com seu texto “As Graças e as Brunas”, que fala de mulherões. Mas um tipo de mulherão que não é o que você está pensando…
A trilha musical é uma surpresa. A atriz Victoria Abril, a preferida do diretor espanhol Pedro Almodóvar, interpretando grandes sucessos da MPB. Com um sotaque irresistível. Apresentação de Luciano Pires.

O texto desse programa, com poesias e letras das músicas pode ser encontrado no DLOG CAFÉ BRASIL, publicado em www.lucianopires.com.br/dlog

Quando o Morro Descer e Não for Carnaval

favela.jpg“No dia em que eles descerem os morros do Rio, famintos e desnorteados, como soldados abandonados por seus generais, eles tomarão conta da cidade, da zona sul, e as classes médias e ricas serão prisioneiras de suas próprias avarezas e descuidos com os mais pobres. Será como um exército de centuriões romanos, de olhos arregalados, famélicos, entorpecidos e desesperados, tentando a última conquista antes da morte…”
Quem disse isso foi o ex-ministro e economista Mario Henrique Simonsen, em 1986, já prevendo uma guerra civil não declarada. É esse o assunto do programa desta semana: as favelas e o problema social que se agrava a cada dia. O tema é pesado, e discutido em textos de Ruy Fabiano, Paulo Cesar Pinheiro e Engel Paschoal. E a trilha é de lascar: Tom Jobim, Caetano Veloso com João Gilberto, Bezerra da Silva, Miltinho com Elza Soares, Marcelo Lopes e Georges Moustaki e Andrea Bocceli. Apresentação de Luciano Pires.

O texto desse programa, com poesias e letras das músicas pode ser encontrado no DLOG CAFÉ BRASIL, publicado em www.lucianopires.com.br/dlog