Traição, relações amorosas e preconceitos

podentrar_17.jpgCecília Russo, Daniela De Luca, Fátima Zagari, Maria Laura Nicotero e Monica Panelli são as estrelas do Pod Entrar. Nesse programa, sob o comando do publicitário Walter Longo, as relações amorosas, a traição e os projetos pessoais e profissionais são os principais temas do bate-papo. Além das cinco grandes executivas, essa edição do Pod Entrar conta com a participação especial de Viviane Ventura, da Young & Rubicam. Confira!

9 opiniões sobre “Traição, relações amorosas e preconceitos”

  1. GOSTARIA DE EXPRESSAR A MINHA PROFUNDA INSATISFAÇÃO E ESTADO DE CHOQUE DEPOIS DE OUVIR O ÚLTIMO PODCAST.
    INFELIZMENTE TIVE A NÍTIDA IMPRESSÃO DE QUE NÃO SE TRATAVA DE .UM PODCAST SOBRE MULHERES BEM-SUCECIDAS, DE PESSOAS COM A MENTE ABERTA E MADURA, ENFIM, SEMPRE TIVE A IMPRESSÃO DE QUE ESTE ERA SIM UM VERDADEIRO PODCAST. MAS ME ENGANEI.
    NO ÚLTIMO EPISÓDIO, DE NÚMERO 17, FIQUEI PROFUNDAMENTE CHOCADO COM A ATUAÇÃO DE VOCÊS AO ABORDAREM A HOMOSSEXUALIDADE DE FORMA TÃO DESRESPEITOSA E TÃO PRECONCEITUALISTA, EM SE TRATANDO DE UM MEIO DE COMUNICAÇÃO NOVO, MAS ABERTO AO MUNDO, COMO É O CASO DA INTERNET.

    É O PENA QUE VOCÊS VEJAM AS PARADAS GAYS E AS MANIFESTAÇÕES DE ORGULHO GAY DE FORMA TÃO RIDÍCULA. SÃO MANIFESTAÇÕES QUE VISAM MOSTRAR OS HOMOSSEXUAIS AO MUNDO E QUE VISAM ABRIR A MENTE DAS PESSOAS E TIRAR DA CABEÇA DELAS ESTEREÓTIPOS RIDÍCULOS. O ORGULHO GAY (algo que tenho e não tenho vergonha nem medo) FAZ PARTE DA VIDA DAQUELES QUE NÃO TÊM MEDO DE SEREM O QUE SÃO.
    É UMA PENA EU NÃO PODER OUVIR MAIS ESTE PODCAST, POIS ME SENTI REALMENTE HUMILHADO COMO GAY AO OUVIR AQUILO. GOSTARIA MUITO QUE ISSO FICASSE CLARO. SEI QUE A ATITUDE QUE TOMO NÃO VAI ATINGIR NINGUÉM DE FORMA DIRETA, MAS A MINHA INSATISFAÇÃO COM O TREMENDO ERRO QUE VOCÊS COMETERAM ME FEZ PENSAR QUE NÃO PRECISO DESSE TIPO DE CONTEÚDO PARA OS MOMENTOS EM QUE VOU DE CARRO PARA O MEU TRABALHO, E ONDE SOU EXECUTIVO, E ONDE SOU ASSUMIDO E INDICAVA COM TANTA VONTADE O TRABALHO/ENTRETENIMENTO/DEBATE/ASSUNTOS INTERESSANTES DE VOCÊS.

    BOA TARDE…
    EVERALDO SANTOS SILVA

  2. constrangedor. lamentável. deplorável. nunca senti meu tempo tão desperdiçado e meu ouvido nunca havia experimentado tão enormemente a sensação de ser um penico.
    a estas senhoras absolutamente anônimas e dignas de pena, fica apenas um pedido: por favor, tranquem-se em alphavela e de lá não saiam nunca mais!

  3. Legal o podcast. Parabéns.

    Eu acho que vocês estão todos doentes.

    E foi engraçado vocês falando sobre o tempo como se não pudessem controlá-lo. “Gostaria…”, “Se eu pudesse…”.

    Um abraço.

  4. Foi o primeiro podcast que eu ouvi de vocês. E o último. Extremamente preconceituoso, mesquinho, fofoqueiro e superficial.

  5. poxa, gurias. poxa walter. este espaço poderia ser tão legal. pena serem vcs, tão tristes figuras a preenchê-lo. tão alienadinhos, tão ingênuos, tão fora do mundo.
    saibam que para os seres humanos ainda capazes de cultivar a ilusão de serem DONOS do outro, pouca diferença faz com quem o marido ou mulher é flagrado na cama. a sensação de perda é a mesma, seja com alguém do mesmo sexo ou do sexo oposto. até pq, no caso de ser alguém do mesmo sexo, a descoberta pode ter sido feita naquele mesmo momento; o que joga no lixo o sentimento descrito pelas mulheres daí (as famosas quem mesmo????), da descoberta da traição ser ao mesmo tempo da descoberta da eventual “homossexualidade” do marido.
    walter e meninas, meninas, meninas… pessoas que encaram a vida como vcs não estão JAMAIS livres de terem de lidar com um filho, uma filha, sobrinha, sobrinho, irmã, irmão, e até mesmo mães, pais e sogros que, de repente, se apaixonam por alguém do mesmo sexo.
    reciclem, além de seus lixinhos, um pouquinho de suas mentes!! acordem para a vida, pq não é bom para ninguém fazer igual avestruz, e enfiar a cabeça dentro da areia!!
    vcs não leêm jornal? não veêm tv? revistas? qualquer coisa… saiam de alfavile e vejam a vida acontecer, queridinhos!! senão, não sobrarão sequer dinheirinhos para vcs!!

  6. Olá meninas!

    eu adoooro ouvir os podcasts… acho muito verdadeiro tudo o que vocês relatam aqui neste espaço…

    não liguem para as críticas, isso faz parte mesmo…

    enquanto alguns criticam, existem os que elogiam…rs

    Sucesso e quero muito mais podcasts!!!

    Beijo a todas!

  7. Putz, que bom que desistiram de fazer este podcast. Era muito, muito triste. Terrível, para ser educado. Fico feliz que tenham se tocado.

  8. Primeiro, desculpa que o resto fica em inglês mas fica muito mais fácil para mim me expressar.
    Re: Everaldo – I think you need to take a moment to reread Voltaire to understand what the freedom of speach means. I may not agree with the opinions expressed, but that does not give me the right to make value judgements. My opinions are mine and I may freely share them, as you have, but I cannot force them onto anyone, as you have attempted to do. Their frank statement of their feelings is refreshing in an age of political correctness. I am sure that many people feel similarly to what was expressed. In order to make a world where all are accepted, you must be prepared to accept the liberty of those with whom you disagree to express themselves no matter how odious you find their position.
    Ao pessoal do podcast – Agradeço a oportunidade de ouvir um programa que me da a oportunidade de praticar meu português com pessoas com quem as palavras fluem como uma fonte. Sempre sinto que estou sentado quétinho na sala das minhas tias e primas ouvindo o bate papo delas. É muito gostoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>