Eliana Tranchesi

eliana.jpgBom gosto, qualidade, exclusividade, atendimento personalizado e altíssimo astral em um ambiente único. Esses são os ingredientes que fazem o sucesso da Daslu, a luxuosa butique fundada em 1958 por Lucia Piva de Albuquerque. Desde o final dos anos 70, quem comanda a Daslu é Eliana Piva de Albuquerque Tranchesi, filha de Lucia. A empresária foi uma das palestrantes do Fashion Marketing 2006, abordando o sucesso que a marca tem no mercado externo. Aqui na PodCasting Brasil, Eliana Tranchesi fala da importância do evento que reuniu representantes de diversos segmentos do mundo da moda.

4 opiniões sobre “Eliana Tranchesi”

  1. Sou musico, andei por ersse mundo como pouquissimas pessoas, frequentei os mais variados ambientes, vi, conheci e desconheci muita gente que anda por aí se gabando de muitas coisas, mas, sinceramente, jamais vi em minha vida pessoa tão envolvente, cativante, linda dos pés à cabeça, dona de um certo ar de alegria indisfarçável, elegante e simples, e…, ah!, com aquele sorriso que deixa qualquer um caído, ambasbacado, com uma certa vontade de chegar bem pertinho dela e simplesmente dizer: “mulher, como eu ter adoro e te acho uma verdadeira dádiva da natureza humana!”.
    Óbviamente que não a conheço pessoalmente, apenas cruzei com ela em alguns momentos e situações favoráveis para eu pudesse observar de perto sua postura cândidamente feminina, mas se Deus permitisse, seria maravilhoso poder quem sabe um dia, por essas coincidencias da vida, papear com ela e saber o que vai por aquela cabecinha tão enfeitada por seus lindos e brilhantes cabelos loiros…
    Enfim, isso é para mim Eliana Tranchesi, mulher, pessoa, presença, estampa, perigo, muito perigo (no bom sentido…) para um homem que sabe apreciar e entender o belo de uma presença feminina.

  2. Primeiramente, peço desculpas pelos erros de digitação ocorridos em meu comentário anterior, e em segundo lugar, quem quer que seja que esteja aí do outro lado, se fôr amigo dessa mulher-deusa-ninfa maravilhosa chamada Eliana Tranchesi, por favor diga a ela que em sua homenagem compuz uma música que bem poderia encher de sonhos e fantasias os frequentadores de sua belissima loja, a musica se chama LILICA (penso que este apelido combinaria com ela, sei lá…), tem um que de sedução, mistério e encantamento próprios da musa inspiradora dessa obra que, se não é a oitava maravilha do mundo certamente é melhor que muita coisa que se escuta por aí em nossas emissoras de rádio e TV.
    Eliana, as coisas que penso de voce são autenticas, acredite…, artistas como eu vivem de inspirações reais, de sonhos e vazões emocionais que normalmente são criadas a partir de elementos de beleza, simplicidade e encantamento.

  3. Avisado que fui de que um certo José de Ribamar Viana andou fazendo comentários sobre a Sra. Eliana Tranchesi, venho aqui públicamente informar que também me chamo José de Ribamar Viana, sou músico tal e qual o meu homonimo que aí está (infeliz coincidencia), e afirmo que não escrevi nada para essa senhora, a qual jamais vi pessoalmente em minha vida – sou casado, e muito bem, e a ultima coisa que desejo em minha vida é ser confundido com pessoas que ficam por aí fazendo coisas que de uma certa forma podem lhes satisfazer mas que por outro lado podem prejudicar outras pessoas que não tem nada a ver com o peixe…
    O pior de tudo é que, ainda por cima, utilizam, e não sei como, o meu endereço de e.mail.
    Cuidado, Sra. Eliana TRanchesi, cuidado com as armadilhas da internet, essa ferramenta é boa para algumas coisas mas terrivelmente nociva e destrutiva para outras.

  4. Gostaria que fossem eliminados do podcast as tentativas de alguma pessoa realmente muito calhorda se fazendo passar por mim e que, além de me deixdar muito irritado, pode comprometer minha vida pessoal no tocante a declarações pertinentes à Sra. Eliana TRanchesi, a qual, conforme relatei anteriormente, jamais vi ou sequer conheço pessoalmente.
    Caso os comentários a que me refiro continuem publicados irei atrás de meus direitos na justiça contra este site.
    Grato

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>