Contos mórbidos da propaganda

caixao.jpgPara encerrar mais uma série de casos, Waltely Longo e Mané Mauger contam duas histórias que vão do cômico ao trágico em poucos segundos. É para rir ou para chorar? Ouça e descubra a resposta.

6 opiniões sobre “Contos mórbidos da propaganda”

  1. mane e waltely
    muito bom mesmo.
    só não gosta quem não viveu a propaganda na sua época gostosa, hoje é só business,business, business.
    tenho um causo especial vivido na época do plim plim , pra lá de engraçado..
    se puder , vcs deveriam contar.
    putabraço
    zelão

  2. Se arrependimento matasse eu estaria morto…

    Que merda, é uma infelicidade saber que existem pessoas que não tem um mínimo de bom senso.

    Se for válido meu conselho, aos babacas que fizeram algo tao sem graça assim… Ponha a cabeça na privada e de discarga.

    Romulo (Pompeia – Sao Paulo)

  3. A sua empresa precisa de algo novo?
    Quer mudar e não abe como?
    eu tenho o que você está procurando, Sou Locutor e trabalho com edicã de áudio, para Rádio, Tv’s, Carro de som e muito mais, Confira tambem o nosso pacote pra Rádio interna, som Ambiente! me adcione no msn ou me mande um email
    fabiorodriguesproducoes@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>